Itacuruçá, 6 de maio de 2006


“Não consigo tirar essa porcaria de música da minha cabeça”Daniel Bravo, a respeito da música “O Teu Amor, Senhor”

Noite de sábado, um clima cool sobre a Tijuca… friozinho gostoso… amigos e muita, mas muita música mesmo. Foi isso que aconteceu na noite de sábado, na Igreja Batista Itacuruçá.

Após o ensaio da tarde, havia muito o que esperar: o baixista (Dilon) não pode ensaiar conosco, e ia chegar na hora pra “ver no que dava”. 3 músicas da banda, mais um cântico novo desconhecido de todos (All we Need, do Charlie Hall, traduzida pelo rapaz que vos escreve).

Havia alguma expectativa acerca da noite. Era um evento para os jovens da Igreja (resultado: 60 cabeças apareceram lá, mas acho que umas 40 eram visitantes). Tudo foi mudado. Acabei fazendo uma pequena reflexão sobre a Glória de Deus, o que resultou num momento bem especial depois (pelo menos para mim foi… e para o Binho, eu acho… o Nagel gostou também).

Apesar da péssima bateria da Igreja (foi mal gente, mas é ruim mesmo), o Fabs tocou de maneira soberba… inexplicável… sempre que eu olhava para ele, o cara estava lá, de olhos fechados, dando seu melhor pra Deus… uma bela visão. Dilon… nem se fala: o cara chegou com 30 minutos de antecedência e destruiu… fez sua parte como poucos. Binho, fritando todas lá… caraça, eu ficava só ouvindo o som que ele tirou de sua Fender American Standart e de seu POD XT2 (acho que é isso). Animal. O nagel levou o violão praticamente sozinho, já que eu não tava ouvindo o meu. Mas o que dizer? Acordes limpos, som brilhante. O som que saia dos retornos era belo.

Na minha opinião, foi a melhor vez em que tocamos juntos.

E foi tudo gravado (será que ficou bom?).

Agora é esperar, continuar tocando, e continuar adorando a Deus, pois Ele tem sido, sem dúvida, Fiel a nós.


Binho e Nagel


Eu, Fabs e Dilon

PS: Alguém tirou fotos da banda tocando, assim que as conseguirmos, colocamos aqui.

PS2: Sim, nós aceitamos convites. Não, nossa agenda não está cheia.

PS3: Eu amo minha esposa!!!

Abraços!

Duda

Advertisements

5 thoughts on “Itacuruçá, 6 de maio de 2006

  1. Cara, quem dera as programações tivessem sempre aquele formato: muito leitura bíblica, música e pregação. Foi bem legal.

  2. Caaaraaaaaacaaaaaamuito bom sábado…eu to falando pra todo mundo…”essa galera já ta pronta pra gravar, tão esperando o quê??”a banda ta muito boa mesmo, o que eu mais me amarro além da qualidade musical, é que eles procuram fazer algo diferente, misturar estilos, juntar músicas que derepente não teriam nada a ver…”enche minha vida” com “poderoso Deus”!!! excelente!e essa porcaria de música não sai mesmo da minha cabeça!!fui

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s