Um post assim… reformado

Trechos escritos por dois Johns: Stott e Calvino.

De John Stott, A Igreja Vila

“Há alguns anos atrás eu visitei uma igreja, incógnito. Sentei-me no último banco. Fico imaginando quem estará no último banco agora… você sabe que eles geralmente estão lá, incógnitos. Não vou dizer qual era a Igreja. Você não será capaz de identificá-la; é milhares de milhas distante daqui. Quando chegamos à oração pastoral, a mesma foi dirigida por um irmão leigo, pois o pastor estava de férias. Então ele orou para que o pastor tivesse boas férias. Bem, não há problema nisso. Pastores deveriam ter boas férias. Em segundo lugar, ele orou por uma mulher membro da igreja que daria a luz a seu segundo filho, desejando que ela tivesse um parto seguro, o que também é ótimo. Em terceiro lugar, ele orou por outra senhora que estava doente, e então a oração terminou. Isso foi tudo. Durou 20 segundos. Eu disse a mim mesmo, esta é uma igreja de vila, com um Deus de vila. Eles não tem interesse no mundo lá fora. Não houve pensamentos acerca dos pobres, os oprimidos, os refugiados, os lugares violentos, evangelismo mundial…”

De João Calvino, sobre Ser um Cristão

“Garanta, Todo-poderoso Deus, uma vez que nos ganhaste pelo precioso sangue de Seu Filho, que não sejamos nossos próprios mestres, mas sim devotados a ti em pronta obediência, fixando nossas mentes em consagrarmo-nos inteiramente a Ti, oferecendo corpo e alma em sacrifício de forma que estejamos prontos a depararmo-nos com mil mortes, antes que nos afastemos da adoração sincera e verdadeira à Trindade”.

Uma boa semana,

Duda

notas de sexta

• Sobre as Crianças

Essa é uma nota triste. Praticamente todos os dias dessa semana eu li ou soube de alguma notícia a respeito de crianças se ferindo ou morrendo. Uma foi dada como morta (embora estivesse viva). Outras caíram de janelasoutra morreu eletrocutada.

O que me alarma é o descuido. Há o que fazer?

• Download do EP

Você já baixou? Caso não tenha baixado, corra até aqui e faça isso. Fiz algumas alterações no post original, retirando textos desnecessários e adicionando o link do botão do PagSeguro.

• Pregando na Vineyard Barra

Domingo à noite eu dirijo o louvor e prego na Vineyard da Barra. O endereço da Igreja é Av. Genaro de Carvalho, 2375 – Recreio dos Bandeirantes. Caso alguém vá, ótimo.

e para a tarde de hoje…

Vocês sabem que eu não curto muito o Rob Bell, mas esse vídeo é muitíssimo interessante, e uma reflexão válida para os nossos dias. No melhor espírito “retenha o que é bom”, espero que a mensagem fale ao coração de vocês assim como falou ao meu.

Ah, a música tocou no programa (poste anterior). Fiquei feliz com isso, como era de se esperar.

E isso.

abraço!

Duda

Chestertonianas

2009 chegou e trouxe, além de um ano repleto de feriados, chuva ao Rio de Janeiro.

Mas o que eu quero escrever não tem absolutamente nenhuma relação com isso.

2008 foi um ano de pouquíssima leitura para mim. Além de bulas de remédio, li muitas receitas e um ou outro texto acadêmico, motivado meramente pelas provas que viriam. Em junho do ano passado, comprei um presente de aniversário a mim mesmo: o livro Ortodoxia, de G.K. Chesterton, lançado pela Mundo Cristão em comemoração ao centenário do livro. No seis meses seguintes, consegui a façanha de ler apenas dois capítulos. Não pelo livro ser chato, mas por preguiça mesmo. Sendo assim, aproveitei os dias de folga pré e pós final de ano para dar cabo à leitura.

Meu único arrependimento é ter demorado tanto para lê-lo.

Não vou ficar aqui dizendo tudo aquilo que Chesterton é ou foi para o cristianismo, não vou falar de seu humor ou de sua destretza com as palavras. Quero apenas deixar-lhes uma ou duas citações do livro.


pág. 102


pág. 167.

Fantástico.

até,

Duda

Meus sinceros votos

Queria dizer algumas coisas, antes de ir dormir. Viajo hoje às 10:50 para a serra e volto apenas no dia 4, então qualquer desejo de felicidades a vocês, amigos, precisa ser escrito agora.

Eu espero de todo meu coração que 2009 seja um ano excelente para você, sem brincadeira. Você que se casa em 2009. Você que terá filhos em 2009. Você que sairá do país em 2009. Você que planeja grandes mudanças na vida em 2009. Espero que Deus cumpra o desejo de seu coração plenamente, para que você experimente quão “boa, perfeita e agradável” é Sua vontade.

Também desejo um excelente ano a você que, por enquanto, não tem nenhuma perspectiva. A você que está desempregado e desesperançoso. A você que está frustrado com sua igreja e liderança. A você que está triste por não ver seus sonhos e planos se cumprirem. Desejo que Deus seja infinitamente suficiente a você, e que Ele faça repousar sobre a sua vida a Paz.

Lembre-se que Deus também é o Deus da rotina. Ele é o Deus não apenas das surpresas, mas do óbvio. E sendo assim, por mais parada que sua vida pareça, aquiete-se ainda mais, pois “quanto ao Senhor, Seus olhos passam por toda terra, para mostrar-Se forte para com aqueles cujo coração é totalmente Dele” (2Crônicas 16:9).

Que 2009 seja um ano de crescimento espiritual para você, e para mim.

É isso que tenho a dizer.

Até o dia 4.

Duda