Thiago Pethit

Não, o cara não é crente. Infelizmente preciso começar dizendo isso. Não infelizmente para mim, mas infelizmente para aqueles que não conseguem ver que há música boa fora do nosso arraial (muita mesmo, em maior quantidade).

Mas enfim, queria falar um pouco desse rapaz que conheci, por acaso, num programa da MTv (acho que era o acesso), tocando uma música animalescamente linda chamada Essa Canção Francesa. Ela é tão bonita que, antes de continuar, compartilho o clipe da mesma, igualmente animalescamente lindo:

Enfim, esse rapaz paulistano, que morou em Buenos Aires e estudou tango em terras hermanas faz música folk da melhor qualidade, lembrando Beirut (pelo menos eu achei). Mas o que me cativou mesmo foi a beleza da língua francesa. Um dia ainda vou cantar uma das minhas músicas em francês, aguardem (se o Pedro traduzir Tu és Deus, quem sabe não rola de bônus no CD novo?).

Daí hoje, dia de gripe e de não-trabalho em casa, resolvi buscar pelo cara no Google. E lé ele está. Achei o site dele (onde dá pra encontrar algumas coisas bem legais, inclusive diversas matérias já escritas sobre ele e seu som, o que garantem a qualidade) e o MySpace, onde – Deus é bom – achei um link para download gratuito do EP de estréia dele, em alta qualidade, na faixa. Ei-lo aí:

dowload2

Vendo e ouvindo o cara, não consigo deixar de pensar em como nosso Deus é gracioso (no sentido pleno da palavra), derramando de Sua graça comum sobre todos nós. Algo assim nasce dos lampejos que todos nós temos como reminiscências da criação de Deus, que somos.

Não sei quais são as convicções religiosas do cara, e não vou dizer que não gostaria de saber. Mas independente disso, o que ele faz é arte, nova, fresca e rica.

Baixem o EP, quem for de São Paulo, faça ainda melhor, compre o EP nos seguintes endereços:

Livraria Cultura do Shopping Villa Lobos
• loja Teu é o Mundo, na Alameda Tietê 43, lj 12.

Divirtam-se.

Eduardo

PS1 – No clipe, o hotel onde a menina está hospedada se chama Cherbourg: referência a uma cidade / região na França (peço ajuda aos universitários) e, na minha cabeça de teórico da conspiração, referência à lindíssima música do Beirut. Mas posso estar enganado.

PS2 – sacaram o nome da loja? Teu é o mundo. Sim, Deus, teu é o mundo, e tudo o que nele há. Amém. 😀

Advertisements

11 thoughts on “Thiago Pethit

  1. Então né, o Thiago Pethit é muito talentosa mesmo

    Não sei sobre as convicções religiosas dele, mas sei que ele é homossexual, o que não condiz tanto com a presença dele num blog religioso, estou errado?

    • Então, Supersonike, valeu pelo comentário. De fato não sabia da opção sexual do Thiago Pethit, e embora eu tenha minhas convicções quanto ao assunto, não tenho desprezo algum por ele como artista ou ser humano. E, da mesma forma, não creio que o desprezo à pessoa seja algo condizente com o cristianismo.

      Não que interesse, mas creio que toda inclinação artística venha da graça que Deus dispensa sobre todos os homens. Da mesma forma que creio que todos os homens serão julgados um dia por aquilo que fazem e deixam de fazer.

      Enfim, o rapaz é bom,a música dele é boa. Há sempre algo na vida das pessoas que insistimos em julgar. Seja o homossexualismo, seja a infidelidade conjugal… a questão é, e quanto aos demônios dentro de nós, as coisas ocultas que ninguém sabe e que temos pavor de que alguém descubra? Deus conhece tudo. É com Ele que temos que nos preocupar. A todos nós, crente, não crentes, héteros, homossexuais, ortodoxos e liberais: busquemos ao Senhor enquanto O podemos achar.

      Desculpe o tom “sermonal” da resposta… são divagações de 1:28 AM.

  2. Um teólogo desses (e perdoem-me a ignorância em não decorar esses nomes…) já disse que tem mais medo da parte oculta dele onde ainda não chegou a luz divina, aquela, que lava a roupa suja ou limpa a sujeira de debaixo de nossos tapetes… Ai, disse!

    E cada vez mais admiro a graça comum da qual conhecemos somente 1/10… Afinal, de toda a beleza ou feiúra que existe Deus nos deus a conhecer somente uma ínfima parte… vamos mudar então para 1/100… tá bom, 1/1000…

  3. Não consegui ouvir hoje a música do Thiago Também Alvo da Graça Pethit, falhou muito o vídeo, mas outra hora com certeza! Valeu a dica, Mano!

  4. O nível de ignorância das coisas desse blog é incrível. “Deus dispensa a inclinação artística sobre os homens”, Sugerir que homossexualismo tem a ver com “demônios dentro de nós”. Não sei como consegues apreciar uma música tão bom com esse nível de estupidez.

    • Fico sempre feliz quando mencionam meu nível de ignorância. 🙂
      E embora creia que seja desnecessária a minha explicação, peço que leia novamente a frase. na verdade, eu estava justamente defendendo o Pethit de acusações que alguns cristãos poderiam fazer. A leitura é: Não importa se ele é homossexual. Há pessoas que traem suas esposas, outros roubam. Todos temos dentro de nos esses “demônios”, as coisas ocultas das quais nos envergonhamos e não falamos. pelo menos o Pethit não tem nada a ocultar.
      Mas enfim…- gosto do cara nem só pela música. Gosto dele de graça. Já li várias entrevistas, vídeos… o cara é bom e gente boa.
      Um abraço aí.

  5. Que bobagem relacionar coisas boas à ideia de um Deus. E se Thiago Pethit for ateu como tantos outros músicos e artistas? Se acreditar em Deus fosse condicionante para se ter talento, o mundo perderia boa parte das suas sumidades intelectuais.

    • Obrigado pelo comentário, Marcelo. Respeito seu ponto de vista, embora discorde. Espero que um dia, de alguma forma, você encontre a alegria de ver, sentir e entender Deus nas pequenas coisas.

      Abraço

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s