Jónsi, Go

(matéria da Relevant Magazine traduzida e adaptada por Eduardo Mano. O original pode ser encontrado aqui)

Alguém já entendeu, mesmo que em um nível básico, alguma música do Sigur Rós? Mesmo que você seja da Islândia, onde o quarteto de post-rock tocou seus xilofones pela primeira vez em 1994, talvez você se depare com uma geleira lingüística. Grande parte das músicas da banda são em uma língua fictícia chamada Hopelandic, um estranho balbuciar de vogais e gemidos que enfatizam o som ambiente que fazem.

É por isso que se torna uma grata surpresa o fato do vocalista Jónsi Birgsson estar prestes a quebrar a barreira de línguas. “Estou cantando pela primeira vez em inglês”, diz ele a respeito de seu novo trabalho solo, GO, um disco de 9 canções a ser lançado nos próximos dias.

Claro, há mais a respeito da experiência musical além das próprias letras. Por mais de 10 anos, Jónsi tem se mantido à frente da criatividade do Sigur Rós e da própria cena post-rock: transcendendo oitavas através de seu falsete, tocando sua guitarra com um arco de cello e escrevendo melodias instrumentais que chegam às alturas celestiais. Então agora que nós podemos entender o que ele canta, o que ele vai dizer?

De acordo com ele, é algo tão evocativo quanto seu trabalho com a banda.
“Sigur Rós tem sido um casulo seguro para mim”, ele diz. “Eu amo escrever com minha banda, pois você pode dividir aquela faísca de inspiração, mas também estou gostando de aprender a respeito de mim mesmo como um compositor”.

Para muitos cristãos, a música do Sigur Rós tem sido uma trilha sonora para a adoração, ou seja, as melodias inspiradas e os vocais não-lineares levam o ouvinte a focar em coisas mais elevadas. Talvez sejam melhor chamar isso de “música espiritual” – não explicitamente religiosa, mas arte que tenta transcender o que há de ordinário na experiência humana e tocar em uma realidade mais atemporal. Isso pode soar ridículo e ter um “quê” de ostentação, mas também é a melhor forma de falar sobre a música da banda: ela nos transporta.

Ken Heffner, diretor de Atividades Estudantis no Calvin College e curador do Festival Bienal de Fé e Música, é bem versado em encontrar o sagrado em meio ao secular. Seus trabalhos no Calvin College têm sido notados por levar cantores como Lupe Fiasco a bandas como – sim – Sigur Rós em uma faculdade cristã. “(Sigur Rós) tocou aqui em 2006; esse foi um dos pontos altos em meus 22 anos de shows”, diz ele. “Um dos meus pontos favoritos em tê-los trazido aqui foi durante a entrevista que fizemos antes da apresentação. Alguém perguntou: ‘muitos críticos falam de sua música como a trilha sonora do céu, ou música vinda de Deus. O que vocês pensam a respeito disso?’ Eles riram e disseram que sabiam dessas palavras ditas a respeito deles, mas que não é o que eles pensam estar fazendo. Eles pensam que é tudo a respeito da beleza”.

Jónsi está surpreso, mas não cauteloso, com o fato de muitos cristãos e pessoas religiosas considerarem a música do Sigur Rós como música de adoração: “Isso é uma responsabilidade assustadora, mas também é algo legal. Acho que qualquer forma que minha música puder inspirar as pessoas é uma tremenda oportunidade”.

“(Sigur Rós) encontrou algum jeito de chegar perto da Glória, de dar um som à Glória”, diz Heffner. “Outros artistas fizeram isso, mas em nossos dias, acho que o Sigur Rós faz isso da melhor forma. Deus está agindo, tornando novas todos os tipos de coisas, e Ele pode fazer isso através de um show do Sigur Rós. Sua presença pode vir a um show mesmo que essa não tenha sido a intenção do artista”.

Jónsi diz que sua própria espiritualidade está intrinsecamente ligada à sua música.

“Não sou uma pessoa religiosa, mas sou espiritual”, diz Jónsi. “Música é o que me mantém vivo, me preenche e me deixa feliz. Eu deixo que tudo flua de mim e através de mim para as minhas músicas”.

De acordo com Jónsi. o novo disco é o ponto culminante de todo um repertório que se estende por mais de uma década.

“Comecei com 27 músicas, e fui afunilando o processo. Algumas das músicas eu escrevi há 10 anos atrás, e estava esperando o momento certo de lançá-las. Todos os outros membros do Sigur Rós estão tendo filhos”, diz Jónsi rindo, “então pareceu o momento certo de fazer algo solo”.

Jónsi e sua banda tiveram um impacto indelével na música ambiente. Com suas sinfonias carregadas de falsetes e vivacidade, eles influenciaram todos desde Radiohead a Coldplay, e ganharam fãs tão diversos quanto David Bowie e Brad Pitt. Mas além da musicalidade do Sigur Rós, sua marca registrada de orquestra sem palavras alcança muitos fãs de uma forma profunda, na alma.

Musicalmente, GO se parece muito com aquilo que o Sigur Rós faz: um som etéreo e assombroso, com glissandos em cascata por toda parte. Mas há um certo entusiasmo, e uma centelha de otimismo no álbum que às vezes não são encontrados no som mais escuro e ártico do Sigur Rós. GO está cheio de vida, e seu tema, diz Jónsi, fala de se livrar dos medos.

“Muitas pessoas tem medo de se soltarem e experimentar a louca montanha-russa que é a vida. Eu queria que esse disco tivesse uma energia mais ‘para cima’ que encorajasse as pessoas a se aventurarem, alcançarem seus sonhos, fazer aquilo que sonham fazer”.

O lançamento de GO irá galvanizar um ano cheio de trabalho para Jónsi. Ele parte em turnê mundial esse ano, e o lançamento do novo disco do Sigur Rós também está marcado para 2010.

“A fama é uma coisa estranha, mas você precisa aproveitá-la”, diz ele a respeito do holofote sobre ele e sua banda. “Eu ainda vivo em Reykjavík, e isso me mantém com os pés no chão. Acima de tudo, sou grato pela habilidade de compor músicas. A vida é uma dádiva”.

Nota 1: Eu gosto muito de Sigur Rós e tenho uma conexão forte com deus através de suas músicas. Jónsi é, como muitos devem saber, homossexual assumido. Mas isso de maneira alguma impede que Deus o use de alguma forma, como creio que vem usando. Graça Comum, minha gente. Deus usou uma mula, usa a mim e a você. Pode usar o cara também. Fiquei até feliz da matéria da Relevant ter deixado esse aspecto de lado, mas como sei que certamente a polícia da blogosfera vai chegar aqui em algum momento…
Nota 2 – procurem mais sobre post-rock nos wikipedias da vida, e fiquem atentos ao próximo post para conhecerem um belo representante do estilo, mas made in Brazil.
Nota 3 – o texto não foi revisado. Certamente há erros.
Nota 4 – dá prs achar o disco para baixar… basta procurar no google. 😉
Advertisements

4 thoughts on “Jónsi, Go

  1. Pingback: Hoping To Collide With |

  2. estou viciado nesse CD, e é fato que há algo espiritual muito positivo nesses caras, talvez a paixão que eles têm pela beleza da música que fazem, seja exatamente o que tem faltado em muitos dos nossos compositores cristãos. O cara é gay, e eu arrogante, perante Deus, 0 x 0. O lance é se inspirar nessa pureza de sentimentos ao se entregar à Deus com canções, um dia eu chego lá.

  3. Eu tomo todos os dias altas doses de Sigur Ros nas veias! Louvado seja Deus pelo belo, pela harmonia e pela perfeição! Sigur Ros nos faz contemplar a realidade da beleza de Deus e de sua criação! É algo profundo, metafísico… é espiritual!

  4. Cara, as vezes a imensidão da internet me espanta. Mas nao é somente isso que esta me fazendo comentar aqui agora. Resolvi comentar algo que geralmente passo somente de forma passiva. Curto mto Sigur Ros, ha um bom tempo e eis que resolvi procurar mais sobre os trabalhos do Jonsi (a ultima coisa que tinha visto era uma especie de projeto com um namorado dele). Procurando infos sobre o Go, me deparei aqui agora neste momento. Parabéns pelo blog se ainda pela atividade. Apesar do post ter sido a quase dois anos atras, ainda é valido. E mais, como sempre nesse mundao de compartilhamento estou prestes a conhecer a tal banda indicada brasileira que segue esse estilo: Hoping to Collide With. Ainda nao baixei, mas as expectativas já sao boas! Saudações forte!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s