Tiago Guillul, último post

Este é o último post que escrevo a respeito do grande Tiago Guillul. Explico.

Guillul encerra o uso de seu nome artístico, junto com o final do ano. Ele, que já comunicou sua saída do selo que criou,  a FlorCaveira, alma mater do Coletivo Echo, segue em 2011 utilizando seu próprio nome, Cavaco. Aliás, para os desavisados, Guillul é a tradução, para o hebraico, de Cavaco.

Creio não ser necessário mais um post dizendo o quanto eu admiro o mestre Cavaco. Sua força criativa me emociona, e não tenho a mínima vergonha de dizer que me inspirei nele par dar o pontapé em meu próprio ministério: gravação de discos caseira, distribuição própria, criação artesanal de artes dos CDs – tudo isso o Cavaco fez primeiro, e com muito mais dignidade / criatividade.

Hoje, através do amigo Josaías, tive a notícia de que Zeca Camargo havia citado o Cavaco (Guillul) em seu blog. Uma imagem (editada) vale mais que mil palavras:

O texto do Zeca, na íntegra, você acessa e lê aqui.

Aguardando o que vem do Cavaco, bem como a vinda dele próprio ao Brasil, e na certeza de que ainda escreverei muitos outros posts a respeito de Tiago Cavaco.

Eduardo Mano

Advertisements

3 thoughts on “Tiago Guillul, último post

  1. Olá Eduardo,
    estava na web procurando algo de uma dupla que amo muito (Edson e Titam conheces?) quando me deparei com seu blog e todo o conteúdo rico que tens por aqui. Bom, resultado; favoritei teu blog para conhecer um pouco mais da trua proposta e de teu ministério, ok?

    Fica na paz e bom fim de ano!

    Amplexos!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s