Coisa de família

Vocês já sabem do amor que tenho pela cultura do artesanal. O que vocês talvez não saibam é que isso é algo que corre em nosso sangue, aqui em casa.

Vocês já sabem quem é a Eline. Ela me inspira. Não apenas por ser minha esposa, mas por ser uma mulher corajosa e determinada. Claro que isso é algo que talvez qualquer marido diria a respeito de sua mulher, mas quem sabe das coisas que temos vivido nos últimos meses aqui em casa, sabe que o título é dela, hors concours.

E nesse espírito, somado ao espírito do artesanal, gostaria de fazer um convite a todos, e falar um cadinho mais da minha esposa.

Eline decidiu há alguns meses mudar de profissão, e está cursando algo que sei que ela gosta desde os tempos em que namorávamos (e olha que em 2012 faremos 10 anos de namoro o/): Design de Interiores. Mais uma designer em casa! 😀 E ela não poderia ter iniciado esse caminho de maneira melhor: ela foi selecionada para expor uma peça no Fashion Business 2011, evento realizado pelo SENAC Rio e que trata não apenas de moda, mas de design, gastronomia, criatividade, empreendedorismo, cultura e um bocado de outros assuntos.

Eline construiu uma luminária a partir de chapas de raio-x. E na boa, ficou muito maneira. Caso não seja vendida, estará em nossa sala amanhã à noite. 🙂

E aqui vai o convite (meio em cima da hora, mas tudo bem): ela e a peça estarão amanhã, quinta-feira, o dia todo na Marina da Glória. Se você estiver no Rio, eu incentivo fortemente que você dê um pulo lá. Não apenas por ela e pela luminária, mas pela oportunidade de ser inspirado com tudo o que está acontecendo por lá.

Para chegar na Marina da Glória, tem que ir de táxi, infelizmente. Mas das estações de metrô Botafogo ou Flamengo, o trajeto é rápido (e se dividir a corrida com mais alguém, sai mais em conta). A entrada é grátis, do jeito que todos gostamos.

Escrevo este post pensando que se você for, será um enorme benefício para você, e também para dividir o orgulho que tô sentindo da Eline. 🙂

É isso. Valeu pela atenção!

Eduardo Mano

Advertisements

5 thoughts on “Coisa de família

  1. Cara, parece meio gay, mas escrevi por um ano sobre decoração no jornal A Gazeta, aqui do Espírito Santo. Entrevistei muitos designers de interiores, arquitetos, artistas plásticos, etc, e todos sempre ressaltaram que uma peça artesanal merece destaque se obedece a dois fatores: utilização de materiais inusitados; mistura de técnicas.

    A peça da Eline inova pelo meia-luz proporcionada pelas chapas de raio-X (sem falar no fator sustentável) e usa um trançado de cordas muito bacana, dando um toque rústico ao acabamento que dá mais versatilidade à peça. Enfim, se estivesse na exposição, eu selecionaria a peça para uma foto de jornal, por exemplo.

    Esse é meu comentário gay, ok?
    hehehehhe
    🙂

    O macho, agora:

    Pô, iradasso. Parabéns pra Eline! Sucesso.
    😀

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s