Eu mereço

Me incomoda ver crentes utilizando a frase que  dá título a este post no contexto de “sim, eu mereço isso, isso ou aquilo”. Há que se fazer a ênfaze no contexto, pois há ainda outra forma de utilizar a expressão: quando algo dá errado e a pessoa diz o clássico “eu mereço” irônico. Mas estou divagando.

Todos sabem que sou adepto do pensamento que parte do princípio que eu (nós) sou (somos) nada, e aúnica coisa que de fato nós merecemos é a morte.

Eu não creio que nós mesmos sejamos capazes de ver corretamente coisas boas saindo de nossas mãos. Não acho que este filtro deva estar ligado 100% do tempo, pois ele gera uma certa autoconfiança, um sentimento de glória pessoal que é danoso ao espírito. Claro que há coisas que fazemos bem, mas se não nos lembrarmos constantemente que tem gente que é melhor naquilo que nós, acaba que nos julgamos superiores em algo, e daí pra pensar que de fato merecemos algo nesta vida é um pulo. Um pulo ao abismo da insensatez.

É como o cara que se acha tão bom no seu emprego que vai até o chefe pedir um aumento e sai de lá com um belo “você tem muito a aprender ainda”. Isso geralmente acontece com os estagiários. Mas novamente, estou divagando.

Achar que nós merecemos algo é tornar a nós mesmos maiores que os outros, colocar a nós mesmos antes dos outros, julgar-nos mais merecedores de algo que os outros. E olha que coisa… a Bíblia nos diz o contrário: “que é o homem, para que dele Te lembres; e o filho do homem para que o visites?” Mesmo tendo Deus nos dado domínio sobre toda a criação, ainda assim, ao olharmos as obras Dele, não há como não nos lembrarmos de nossa pequenez. Nada somos diante do Senhor.

E daí nos lembramos de Cristo. nada fizemos para merecer Seu sacrifício. Na verdade, pelos nossos frutos, pela nossa vida sem Ele, nós não mereceríamos mesmo! mas que tamanha Graça nos alcançou, e temos vida em Cristo. Glória a Deus por favor tão imerecido!

A Bíblia nos leva e ensina a exercitar a humildade, o desapego, o colocar os outros acima de nós, a servirmos antes de sermos servidos. É sempre um movimento em direção ao próximo e a Deus, e para longe de nosso ego. É o marido que coloca a vontade de sua esposa e filhos antes da própria. O filho que quer de fato servir e agradar aos pais. O líder de louvor que quer servir a Igreja e não a si próprio.

Perceba hoje que aquelas coisas que você tem são dádivas graciosas de Deus a alguém imerecedor. Pense dessa forma e seja grato a Ele pelo Amor, pela Salvação, pelas amizades, pelo sustento, pela paz. O Deus que “supre aos seus amados enquanto dormem” está conosco.

Repito: você eu merecemos, de fato a morte. Mas ganhamos a Vida. Não é formidável?

Um abraço,

Eduardo Mano

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s