na madrugada a cabeça rodando…

Quando entendemos que o homem é naturalmente mal (ou seja, sua natureza é ruim, pecaminosa), percebemos que muitas das coisas que acontecem ao nosso redor não são, necessariamente, culpa dos pais, da Igreja, do Estado, etc… não quero dizer, com isso, que a gente vá dar de ombros e dizer “é, fazer o que, né…”. O grande lance, a meu ver, é que, entendendo isso, a gente se preocupa menos em descobrir um “culpado”, e mais em tentar resolver o problema.

Por exemplo, a violência. Uns dizem que o problema é da polícia. Outros dizem que é o problema da falta de educação, outros, ainda, culpam a falta de inclusão social. Mas sejamos realistas: a culpa é, em grande parte, do coração do homem, inclinado naturalmente para o mal. A questão passa a ser então: o que fazer?

Lembro de 2º Crônicas 7:14, quando Deus diz “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” É claro que precisamos pensar no contexto, na construção do Templo e etc, mas não são as palavras de Deus eternas?

Acho realmente difícil que as coisas mudem em sua totalidade, mas Deus não está distante.

(é nisso que dá, quando sua esposa fica muito tempo longe de você. Graças a Deus isso acaba hoje)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s