Bruce Springsteen no SXSW 2012

Ontem à noite eu investi 52 minutos para assistir ao discurso que o Bruce “The Boss” Springsteen deu no SXSW deste ano.

Para quem não sabe, o SXSW (ou South by Southwest) é um dos maiores (ou o maior?) eventos de música do mundo, e lá, durante alguns dias, acontece um festival que abrange não apenas a música, mas também cinema e web. Existe há 25 anos e a cada edição, o “monstro” apenas cresce.

De volta ao assunto, em uma das manhãs do evento, o The Boss (como é carinhosamente chamado, por ser um dos artistas que mais trabalham no show business) fez um discurso que emocionou não apenas aos sortudos da platéia, quanto também a mim. Ele partiu de sua própria história para mostrar a todos como a música é relevante, e como todos os estilos de música são importantes. Isto, claro, é o meu resumo de 5 palavras.

Desde 2010 o SXSW está nos meus planos, como alguém que ama a música e como banda. Quero participar do evento um dia (tocando seria ainda melhor) para aprender e vivenciar momentos como este, a palestra do Springsteen.

Se você tem uma banda, ou ainda, se você ama a música, invista também 52 minutos do seu dia e assista à palestra (que está em inglês, sem legendas) aqui neste link (infelizmente não tem como postar aqui no blog). O legal é que o site foi além e, num mesmo post, além de soltar a palestra, ainda colocou alguns vídeos, todos eles citados por Bruce em seu discurso. É um material riquíssimo, aproveite sem moderações. 🙂

Apenas um aviso: A palestra contem alguns palavrões (os quais, claro, não endosso). Se você se escandaliza com facilidade, fica o aviso. Mas tente passar por isso, pois a palestra, de fato, não tem preço.

Segue aqui algumas das dicas que ele deu e que achei interessantes:

“Não se leve muito a sério, e ao mesmo tempo, leve a si mesmo tão a sério quanto a própria morte. Não se preocupe, e fique muito preocupado. tenha uma confiança rígida, e ao mesmo tempo, tenha dúvidas. Isso manterá você desperto e alerta. Acredite que você é o cara mais sinistro da vizinhança. E ao mesmo tempo, você é péssimo. Ter dois pensamentos contrastantes a respeito de si mesmo, se não levar você à loucura, vai te levar a algum lugar bom” (isso, claro, aplicado à carreira musical).

Um abraço!

Eduardo Mano

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s